Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

SANGRAMENTO NASAL

AQUI UM ARTIGO BEM INTERESSANTE QUE ESTOU COMPARTILHANDO COM VOCÊS, ESPERO QUE APROVEITEM!



SANGRAMENTO NASAL




Verão, férias escolares, crianças correndo, livres ao sol. É uma imagem muito bela, mas também de uma causa de um problema bastante comum, o sangramento nasal.
O sangramento nasal, tecnicamente conhecido como epistaxe, é um problema muito comum, não somente para crianças, mas para todas as faixas etárias. É um problema que ocorre mais frequentemente entre os 12 e os 60 anos.
Existem muitos problemas que podem desencadear sangramento nasal. Existem fatores de ação local, no próprio nariz, e fatores sistêmicos, que agem no corpo todo, que podem ser causa ou facilitadores do sangramento nasal.
Dentre os fatores locais, as principais causas são o trauma local e os processos irritativos ou inflamatórios locais. Dentre os fatores sistêmicos, a hipertensão arterial sistêmica, a pressão alta, os problemas de coagulação sanguínea  e as infeccções são os principais desencadeantes da epistaxe.
Existem diversas outras causas de epistaxe, descritas abaixo:

Fatores Locais
Trauma, inflamação, alterações, anatômicas, corpo estranho, irritantes químicos, spray nasal, uso prolongado de oxigênio.

Fatores Sistêmicos
Vascular, discracias sanguíneas (alterações de coagulação), drogas, tóxicos (metais pesados), infeccções, alterações cardiovasculares (hipertensão, arteriosclerose), alergia, álcool (etilismo crônico), neoplasias hematológicas.

Porém, não é logo ao surgir um problema no nariz ou no corpo que começa o sangramento nasal. O local em que o sangramento ocorre mais comumente é a região da frente do septo nasal (da região do meio do nariz, que é mais firme, cartilaginosa), mas também pode ocorrer mais para dentro do nariz, porém , menos de 10% dos casos são desse tipo de localização.

O revestimento do interior do nariz é sensível, porém não é à toa que começa a epistaxe de repetição, ou a epistaxe severa. Caso seja o trauma nasal a causa do sangramento, a menos que seja uma ação que chegue a quebrar ou agredir de modo importante o nariz, a epistaxe não ocorre. Porém, se uma criança ficar cutucando o nariz todos os dias, várias vezes ao dia, fatalmente começará a surgir epistaxe. Doenças irritativas ou alérgicas como a rinite, após muito tempo acabam alterando o revestimento nasal, deixando-o mais sensível e com os vasos sanguíneos mais dilatados, permitindo que em algum tempo, mesmo um espirro possa ser desencadeante de sangramento.
Quando a epistaxe passa a ser algo frequente, começa a haver necessidade de tratamento adequado e eficaz para que ela cese.
Não é normal ocorrer sangramento nasal. O único sangramento normal é a menstruação. Fora ela, qualquer outro sangramento em nosso corpo não é normal.
Uma avaliação médica adequada, faz-se necessária.
É comum achar que a cabeça deve ser levantada quando ocorre epistaxe, porém isso não é verdade. A cabeça deve ficar levemente abaixada, apertando-se as narinas com os dedos como se fossem um prendedor de roupas, sem parar e sem ficar movimentando-se, estando em repouso e respirando pela boca por 5 a 10 minutos. Soltam-se as narinas e se o sangramento não houver parado, é preciso procurar um pronto-socorro.

Uma excelente semana e muita saúde a todos.







Dr. Sérgio Nobuo Konno
Graduação e residência médica em otorrinolaringologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Instrutor de primeiros socorros e suporte básico de vida.


Artigo do semanal A Tribuna Sudoeste - Edição 2197 - Ano 42 - Capão Bonito, 14 de janeiro de 2011. Pág. 04




créditos da imagem:

Nenhum comentário:

Postar um comentário