Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

A ARTE DE DEGUSTAR: O VINHO DO PORTO



FALAR DE VINHO DO PORTO NO ESTREITO ESPAÇO DESTA COLUNA É EMPREITADA DIFÍCIL, POIS SE TERÁ DE EXERCER UM ESFORÇO DE SÍNTESE EXTREMAMENTE GRANDE.
AS UVAS QUE SÃO USADAS PARA A ELABORAÇÃO DO VINHO DO PORTO SÃO UMA MISTURA DAS VARIEDADES LOCAIS, ALGUMAS DELAS COM NOMES DIFERENTES DAQUELES QUE ESTAMOS ACOSTUMADOS A OUVIR (TOURIGA FRANCESA, TINTA RORIZ, TINTA BARROCA, TINTA CÃO).
ESTAS UVAS DEPOIS DE COLHIDAS SÃO ESMAGADAS. NA MAIORIA DOS CASOS JÁ SE ESMAGA MECANICAMENTE, MAS ALGUNS PRODUTORES AINDA ESMAGAM COM OS PÉS EL LAGARES, GRANDES RECIPIENTES DE PEDRA ABERTOS.
EVIDENTE QUE ANTES DE SE ESMAGAR A UVA COM OS PÉS, O ESMAGADOR TERÁ DE PASSAR POR UM BANHO ANTI-SÉPTICO.
DURANTE O PROCESSO DE FERMENTAÇÃO, QUANDO CERCA DE METADE DO AÇÚCAR DO MOSTO (LÍQUIDO ORIGINADO DA ESMAGADURA DAS UVAS) SE TRANSFORMOU EM ÁLCOOL, O MOSTO É TRANSFERIDO PARA BARRIS CONTENDO, TRADICIONALMENTE, UMA PARTE DE AGUARDENTE VÍNICA PARA QUATRO PARTES DO MOSTO DO VINHO.
FACE AO TEOR ALCOÓLICO O VINHO ENTÃO ORIGINADO TERÁ UM TEOR ALCOÓLICO MAIOR DO QUE O DE UM VINHO DE MESA (18 A 20 GRAUS) E TERÁ AINDA UMA GRANDE CONCENTRAÇÃO DE AÇÚCAR, GERANDO UM VINHO DOCE.
EXISTEM VÁRIOS ESTILOS DE VINHO DO PORTO.
DOS VINHOS DO PORTO ENVELHECIDOS EM MADEIRA, O BÁSICO É O RUBY. VINHO ATRAENTE, FRUTADO, SEM INDICAÇÃO DE SAFRA, PARA SER TOMADO NO DIA-A-DIA.
UM POUCO MAIS ENVELHECIDOS SÃO OS TAWNY, QUE SÃO ATRAENTES E MACIOS NO PALADAR.
O TAWNY PODE SER ENVELHECIDO MUITOS ANOS. DAÍ TEMOS OS TAWNY 10 ANOS, 20 ANOS, 30 ANOS, 40 ANOS...ESTE NÚMERO É A IDADE MÉDIA DOS VINHOS QUE COMPÕEM A MISTURA, A BLENDAGEM, AO SEREM ENGARRAFADOS.
DIFERENTEMENTE DO RUBY E DO TAWNY, QUE CHEGA AO MERCADO PRONTO PARA O CONSUMO, UM GRANDE VINTAGE DEVE SER GUARDADO QUINZE OU VINTE ANOS ANTES DE SER BEBIDO.
TEMOS AINDA DOIS OUTROS TIPOS DE PORTO, AMBOS TAWNY, POIS ENVELHECIDOS BASTANTE TEMPO NAS BARRICAS.
O LBV - LATE BOTTLED VINTAGE, QUE É PRODUZIDO A PRINCÍPIO PARA SER UM VINTAGE, MAS QUE, POR QUALQUER RAZÃO, O PRODUTOR PREFERIU DEIXÁ-LO MAIS TEMPO NA BARRICA.
TEMOS AINDA O COLHEITA, QUE TAMBÉM É DE UMA ÚNICA SAFRA, ENVELHECIDO POR MUITOS ANOS NA BARRICA.
ESTES SÃO, SUCINTAMENTE, OS ESTILOS DE VINHO DO PORTO QUE SÃO PRODUZIDOS NECESSARIAMENTE NAQUELA CIDADE, SENDO ARMAZENADOS EM UMA OUTRA CIDADE QUE SE CHAMA VILA NOVA DE GAIA.




OUTRA COISA A SE LEMBRAR É QUE OS VINHOS DO PORTO TEM UMA CARACTERÍSTICA
MARCANTE ADVINDA DE SEU PRODUTOR. CADA PRODUTOR TEM O SEU PRÓPRIO ESTILO DE VINIFICAÇÃO, O QUE DEIXA ESTE UNIVERSO AINDA MAIS FASCINANTE.
OS VINHOS DO PORTO DAS MARCAS MAIS COMERCIAIS CERTAMENTE OS LEITORES DA COLUNA NÃO TERÃO DIFICULDADES DE ADQUIRIR. QUALQUER BOM SUPERMERCADO OS TEM EM SUAS PRATELEIRAS.
HAVENDO INTERESSE EM SE PROVAR ALGUMA GARRAFA DIFERENCIADA, CERTAMENTE UMA VISITA AO "SITE" DA IMPORTADORA MISTRAL: (www.mistral.com.br)
NOS MOSTRARÁ ALGUNS EXEMPLARES BASTANTE INTERSSANTES.
DAS GARRAFAS ALI EXISTENTES CHAMARIA A ATENÇÃO PARA O NIEPORT VINTAGE 2005 (QUE CUSTA R$ 319,03 A GARRAFA DE 200 mL).
SÃO VINHOS, ESTES ÚLTIMOS, CERTAMENTE BEM MAIS CAROS, MAS APRECIAR UM BOM VINHO DO PORTO É UM HÁBITO QUE CUSTA BEM MENOS.
PARA FINALIZAR, UMA CURIOSIDADE DA GASTRONOMIA MUNDIAL. INGLESES E FRANCESES DISCORDAM DO MOMENTO EM QUE SE DEVE, DURANTE  A REFEIÇÃO, APRECIAR UM CÁLICE DO VINHO DO PORTO.
PARA OS FRANCESES O VINHO DO PORTO É UM APERITIVO. PARA OS INGLESES É O FINAL, O FECHO, DA REFEIÇÃO, DEVENDO SER SABOREADO JUNTO COM O CAFÉ.
FICA O CONVITE AOS LEITORES: TOMEM UM CÁLICE COMO APERITIVO E UM CÁLICE AO FINAL DA REFEIÇÃO, PARA JULGAREM QUEM ESTÁ CORRETO: OS INGLESES OU OS FRANCESES?



José Marcelo Malta, Oficial de Registro Civil e Tabelião de Buri, estado de São Paulo, e enófilo, já tendo sido diretor da ABS/SP - Associação Brasileira de Sommeliers de São Paulo, já tendo sido diretor da SBAV - Sociedade Brasileira de Amigos do Vinho; já tendo visitado regiões vinícolas do sul do Brasil, Argentina, Chile, Portugal e Borgogna, sendo ainda associado do Porto Vintage Club.



fonte:
A Tribuna Sudoeste - Edição 2239 - Ano 43 - Capão Bonito, 04 de Novembro de 2011, pág. 05


Créditos das imagens:

2 comentários:

  1. Obrigada, pela justa homenagem ao vinho do Porto, Património da Humanidade, e que de facto é uma delícia. Branco, Moscatel, Vintage,todos são excelentes e podem tomar-se sempre, aperitivo ou final de refeição, ou ainda simplesmente entre amigos... Eu acho que é delicioso uma rodela de ananás (o vosso abacaxi), regada com moscatel!...Como sobremesa. Até o pudim flan, aromatizado com Porto fica ótimo.
    Beijinhos e parabéns pelo saboroso e excelente post!

    ResponderExcluir
  2. Nossa fiquei com água na boca, com as sugestões!
    Sou um pouco fraca com as bebidas, mas vinho é irresistível...
    Abraços!

    ResponderExcluir