Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

TOME ÁGUA!



VOU POSTAR UM ARTIGO QUE CONSIDERO IMPORTANTE PARA O FUNCIONAMENTO PERFEITO DE NOSSO ORGANISMO, ESPERO QUE APRECIEM! 

Mais um verão quente e convidativo para um bom banho de piscina, de mar, de sol na beira de um lago, de um rio, para uma boa pescaria, ou mesmo um bom descanso ao ar livre.
Porém, não é só deleite essa época do ano. É período em que se deve ter muito cuidado com um problema que pode trazer algum incômodo ou até mesmo a morte.
Com o calor, com o aumento de atividade física, perdemos mais água pelo suor, e mesmo pela respiração.
O principal constituinte do nosso corpo é a água. Dependendo de vários fatores, normalmente a água pode compor de 60 a 80% do corpo. Apesar de ser abundante, pequenos déficits dessa substância pode trazer muitas alterações:
Sinais e sintomas de desidratação:
·         Sede
·         Diminuição e concentração (escurecimento) da urina
·         Aceleração do coração e da respiração
·         Pele seca, quente e com elasticidade diminuída
·         Irritação ou abatimento
·         Dificuldade de circulação sanguínea, podendo trazer insuficiência renal, alterações neurológicas, até coma.
        
Com o aumento da perda de água com suor e pelo calor, é preciso repor essas perdas tomando-se mais água e líquidos.
Principalmente crianças e idosos são mais sensíveis à desidratação.
Essas pessoas precisam de cuidados maiores para se evitar a desidratação. As crianças quando acometidas por doenças que geram grandes perdas de água, como diarréia, vômito e febre, devem receber líquidos constantemente para que não sofram desidratação. Já os idosos, mesmo sem doenças, devem ser alertados a tomar mais líquidos. A pessoa idosa tende a não perceber a sensação de sede e acaba desenvolvendo  sintomas graves por simplesmente esquecer-se de tomar líquidos.
 A quantidade de líquido a ser ingerida deve ser suficiente para se manter a urina clara. Essa quantidade pode variar conforme o tamanho da pessoa, sua dieta, a quantidade de perda de suor e pela respiração. Uma mesma pessoa em um dia frio, com pouca atividade física precisa beber menos água que em um dia quente e em que se realiza muita atividade física. Coloco que a cor da urina é um bom parâmetro para se
saber se a hidratação do corpo está boa porque, estando os rins em bom funcionamento, quando o corpo vai ficando desidratado, eles vão poupando água, deixando a urina mais concentrada, mais escura. A cor da urina pode, assim, ser utilizada com um "termômetro" de desidratação. Quando ela fica escura é sinal de que se precisa tomar mais líquidos. Se estiver clara é sinal de boa hidratação do corpo, independente de quanto foi ingerido de líquidos.
Vale relembrar que isso vale quando não existem doenças no corpo.
Quando há  doenças, mesmo com muita água no corpo, pode ocorrer desidratação. Problemas de fígado, ou coração, ou de rim podem ser causa de retenção de água em regiões não normais do corpo, e o tratamento adequado de cada problema é muito importante.

Dr. Sérgio Nobuo Konno
Graduação e residência médica em otorrinolaringologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Instrutor de primeiros socorros e suporte básico de vida.

Artigo retirado do semanal A Tribuna Sudoeste - Edição 2196 - Ano 42 - Capão Bonito, 07 de Janeiro de 2011.



créditos da imagem 1:



créditos da imagem 2:

Nenhum comentário:

Postar um comentário