Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

PERSONAGENS DO BRASIL: JOSÉ PLÁCIDO DE CASTRO

MUITOS CIDADÃOS QUE TIVERAM UMA IMPORTANTE PARTICIPAÇÃO NO CENÁRIO BRASILEIRO SÃO POUCAS VEZES LEMBRADOS E NÃO POSSUEM O DESTAQUE NECESSÁRIO EM NOSSO PAÍS.

HOJE VOU DESTACAR UM PERSONAGEM BEM RELEVANTE NA HISTÓRIA DO ACRE E CONSEQUENTEMENTE NO BRASIL: JOSÉ PLÁCIDO DE CASTRO.





NETO E FILHO DE MILITARES, JOSÉ PLÁCIDO DE CASTRO NASCEU EM 12 DE DEZEMBRO DE 1873 EM SÃO GABRIEL NO RIO GRANDE DO SUL.
AOS 16 ANOS ASSENTOU PRAÇA NO 1º REGIMENTO DE ARTILHARIA DE CAMPANHA, O "BOI DE BOTAS", INGRESSANDO  NA ESCOLA TÁTICA DE RIO PARDO.
EM 1892 TORNOU-SE SARGENTO DO BOI DE BOTAS, NO ANO SEGUINTE, INGRESSOU NA ESCOLA MILITAR DE PORTO ALEGRE.
NA REVOLUÇÃO FEDERALISTA SE ALINHOU AOS MARAGATOS (SULISTAS QUE INICIARAM A REVOLUÇÃO FEDERALISTA) LUTANDO EM DIVERSOS COMBATES E ALCANÇANDO RAPIDAMENTE O POSTO DE MAJOR. A DERROTA DOS MARAGATOS FEZ PLÁCIDO ABANDONAR A CARREIRA MILITAR, RECUSANDO A ANISTIA, OFERECIDA A TODOS OS REVOLTOSOS.
PLÁCIDO CHEGA AO RIO DE JANEIRO EM 1896, ONDE SE EMPREGOU NO COLÉGIO MILITAR. EM 1898 JÁ EM SÃO PAULO TRABALHOU NA DOCA DE SANTOS.
AOS 26 ANOS CHEGOU À AMAZÔNIA PARA TRABALHAR  COMO AGRIMENSOR(MEDIDOR DE TERRAS) NA DEMARCAÇÃO DE TERRAS AINDA POUCO EXPLORADAS.
EM 1900 NO SERINGAL "BOCA DO PAIUNI" EM TRABALHOS DEMARCATÓRIOS RECEBE CONVITE PARA INTEGRAR A EXPEDIÇÃO DOS POETAS, MAS RECUSA.
EM 06 DE AGOSTO DE 1902 COMANDA UM EXÉRCITO DE SERINGUEIROS CONTRA AUTORIDADES BOLIVIANAS EM XAPURI, DANDO INÍCIO À REVOLUÇÃO ACREANA.



NO DIA 24 DE JANEIRO DE 1903 EM PUERTO ALONSO DERROTA O EXÉRCITO BOLIVIANO E PROCLAMA INDEPENDÊNCIA O ACRE DA BOLÍVIA.
JÁ EM 1904, PLÁCIDO DE CASTRO FOI AO RIO DE JANEIRO, ENTREGAR AO BARÃO DO RIO BRANCO O RELATÓRIO DO CONFLITO.
ENTRE 1906 E 1907 DURANTE 08 MESES EXERCEU O CARGO DE PREFEITO INTERINO DO DEPARTAMENTO DO ALTO ACRE.
NO DIA 09 DE AGOSTO DE 1908, AO RETORNAR DA CIDADE DE RIO BRANCO PARA O SERINGAL CAPATARÁ, PLÁCIDO ACOMPANHADO DO IRMÃO GENESCO, SOFREU UMA EMBOSCADA NA ALTURA DO IGARAPÉ DISTRAÇÃO, PRÓXIMO AO SERINGAL "FLOR DE OURO". NO ATAQUE DE SURPRESA, PLÁCIDO RECEBEU DOIS TIROS À QUEIMA ROUPA, UM DOS QUAIS LHE PERFUROU O PULMÃO. 
FALECEU NO DIA 11 DE AGOSTO NO SERINGAL BENFICA, DE SEU AMIGO O CORONEL JOÃO ROLA.




NO TEXTO ABAIXO FICA FÁCIL DE ENTENDER A NOTÁVEL PARTICIPAÇÃO QUE PLÁCIDO CASTRO TEVE NA HISTÓRIA DO POVO ACREANO. O TEXTO FAZ PARTE DE UM FOLHETO DISTRIBUÍDO  PELO MUSEU NACIONAL DA REPÚBLICA, LOCALIZADO NO DISTRITO FEDERAL.


EM 1902, A AMAZÔNIA BRASILEIRA SE ENCONTRAVA SUJEITA A UMA GRAVE AMEAÇA DO CAPITALISMO MONOPOLISTA INTERNACIONAL, QUE SE ARTICULAVA PARA IMPLEMENTAR NA REGIÃO UM ENCLAVE ECONÔMICO E TERRITORIAL DE GRAVES CONSEQUÊNCIAS PARA A SOBERANIA BRASILEIRA.
ESSA AMEAÇA JÁ POSSUÍA, INCLUSIVE, UM CENÁRIO PREFERENCIAL. O LOCAL ERA O ACRE, TERRITÓRIO FORMAL DA BOLÍVIA E, POR DIREITO DE OCUPAÇÃO, DO BRASIL. O NOME DA AMEAÇA INTERNACIONAL ATENDIA POR BOLIVIAN SYNDICATE.
DIANTE DA INÉRCIA DO GOVERNO BRASILEIRO, Á ÉPOCA, COUBE A UM GRUPO DE DESTEMIDOS HOMENS TOMAR EM SUAS MÃOS O DESTINO DESSA TERRA E, POR CONSEQUÊNCIA, DE TODA A AMAZÔNIA.
COUBE A JOSÉ PLÁCIDO DE CASTRO O IMPORTANTE PAPEL DE COMANDAR AS AÇÕES REVOLUCIONÁRIAS E, NÃO MENOS IMPORTANTE, FORAM OS MILHARES DE SERINGUEIROS E SERINGALISTAS, A GRANDE MAIORIA ATÉ HOJE ANÔNIMOS, QUE DEDICAM O MELHOR DE SUAS VIDAS A ESSA CAUSA.
SEIS ANOS MAIS TARDE, A AMEAÇA INTERNACIONAL HAVIA SIDO VENCIDA, MAS NÃO HAVIA CESSADO A LUTA POR UM ACRE E UMA AMAZÔNIA PLENAMENTE RECONHECIDOS EM SUA IMPORTÂNCIA.
O GOVERNO BRASILEIRO NÃO SOUBE RECONHECER O VALOR DO ACRE AO IMPLANTAR NELE O REGIME DE TERRITÓRIO FEDERAL, FATO COMPROVADO PELA EXTENSÃO DESSE REGIME INJUSTO E TUTELADO A OUTRAS REGIÕES DA AMAZÔNIA BRASILEIRA NOS ANOS SUBSEQUENTES.
SERIA NECESSÁRIO NOVAMENTE LEVANTAR A VOZ, AGORA CONTRA O DESCASO DO GOVERNO BRASILEIRO, QUE DEVERIA SER O PRIMEIRO A RECONHECER COM GRATIDÃO TODOS OS SACRIFÍCIOS ATÉ ENTÃO EMPREENDIDOS PELOS ACREANOS. E À FRENTE DESTE NOVO MOVIMENTO, QUE MAIS TARDE RECEBERIA O NOME DE MOVIMENTO AUTONOMISTA, MAIS UMA VEZ ESTAVAM PLÁCIDO DE CASTRO E SEUS MUITOS SOLDADOS, QUE MESMO DE FORMA ANÔNIMA NÃO PODERIAM, EM SÃ CONSCIÊNCIA, SE CALAR.
E FOI PELA DEFESA DESSE ACRE LIVRE, SOBERANO E COM DIREITOS PLENOS PARA TODOS OS SEUS CIDADÃOS, QUE PLÁCIDO DE CASTRO PAGOU COM A SUA VIDA.
E É POR ISSO QUE, HOJE, 12 DE DEZEMBRO DE 2012, AO SE COMPLETAR 139 ANOS DE NASCIMENTO DESSE GRANDE LÍDER DE TODO O POVO ACREANO QUE O GOVERNO DO ESTADO DO ACRE E O GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL REALIZAM ESTA HOMENAGEM À FIGURA DO PLÁCIDO DE CASTRO COMO DÍVIDA DE GRATIDÃO QUE TODOS NÓS ACREANOS TEMOS PARA COM ESSE HOMEM, QUE NÃO MEDIU SACRIFÍCIOS PARA QUE CUMPRÍSSEMOS NOSSO DESTINO COMO POVO ACREANO, AMAZÔNICO E BRASILEIRO.

                BRASÍLIA, 12 DE DEZEMBRO DE 2012
                                          TIÃO VIANA
                      GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE




Nenhum comentário:

Postar um comentário