Pesquisar este blog

Carregando...

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

DOENÇAS OCUPACIONAIS






VAMOS CUIDAR DA SAÚDE ANTES DE TUDO! 


HOJE VOU POSTAR UM ARTIGO RELACIONADO À

SAÚDE NO TRABALHO E COMO SE PROTEGER, 

UTILIZANDO OS EQUIPAMENTOS INDIVIDUAIS.




O TRABALHO ENOBRECE O HOMEM. ESSE 

PROVÉRBIO É UMA VERDADE INQUESTIONÁVEL, 

MAS O TRABALHO EM ALGUMAS SITUAÇÕES 

ACABA OFERECENDO, ALÉM DE NOBREZA, RISCOS 

À SAÚDE DO TRABALHADOR.

COM O DESENVOLVIMENTO DOS 

CONHECIMENTOS CIENTÍFICOS, DO DIREITO, E 

SOCIAL, OS RISCOS DE DETERMINADAS 

PROFISSÕES E OCUPAÇÕES DE TRABALHO FORAM 

CADA VEZ MAIS ENTENDIDOS, DESCOBERTOS, E 

NORMAS, DIRETRIZES, CUIDADOS FORMA 

ESTRUTURADOS PARA PREVENIR O SURGIMENTO

 DE DOENÇAS.

OUTRA VEZ PREVALECEU A MÁXIMA DE QUE 

MAIS VALE PREVENIR QUE REMEDIAR (OUTRO 

PROVÉRBIO INQUESTIONÁVEL).


AS PROFISSÕES CUJOS AFAZERES PODEM 

OFERECER MAIOR RISCO PARA ALGUM ASPECTO 

DA SAÚDE PASSAM POR AVERIGUAÇÃO TÉCNICA 

SOBRE O  FATOR QUE OFERECE RISCO, SUA 

INTENSIDADE, O GRAU DE EXPOSIÇÃO DO 

TRABALHADOR AO FATOR  E OUTROS ASPECTOS 

QUE PODEM VARIAR DE ACORDO COM O AFAZER.



EXISTEM DIVERSOS FATORES QUE PODEM SER AGRESSORES PARA A SAÚDE, COMO A PRESENÇA DE INFECTANTES BIOLÓGICOS (COMO SECREÇÕES CORPÓREAS HUMANAS, ANIMAIS), AGENTES FÍSICOS COMO SONS INTENSOS, TEMPERATURAS EXTREMAS (FRIO OU CALOR), PRESSÕES EXTREMAS (PARA QUEM TRABALHA EM GRANDES ALTITUDES OU PROFUNDIDADES), PRESENÇA DE MATERIAL PARTICULADO (COMO POEIRAS, FIBRAS), EXPOSIÇÃO À RADIAÇÃO DIVERSAS (RAIO X, ULTRAVIOLETA), E SUBSTÂNCIAS QUÍMICAS EM GERAL. ESSES FATORES TEM POTENCIAL PARA DESENVOLVER ALTERAÇÕES NA SAÚDE DE QUALQUER PESSOA. ONDE, QUANDO, E COMO ESSES FATORES ESTARÃO INCINDINDO SOBRE O TRABALHADOR DEVE SER AVALIADO PELA EQUIPE DE SEGURANÇA E DE SAÚDE DO TRABALHO. O PLANEJAMENTO DE PREVENÇÃO DE DOENÇAS TAMBÉM FICA A CARGO DAS EQUIPES TÉCNICAS COMPETENTES. COMO JÁ COLOCADO, FORAM ORGANIZADAS LEIS E NORMAS QUE REGEM TAIS OCUPAÇÕES QUANTO O QUE DEVE SER EXECUTADO PARA AFASTAR O TRABALHADOR DE AGRESSÕES DE SUA SAÚDE POR TAIS FATORES.

APÓS DETERMINAÇÃO DOS RISCOS À SAÚDE E DOS MEIOS DE EVITÁ-LOS, OU AMENIZÁ-LOS, CABE AO CONTRATANTE FORNECER TAIS MEIOS PARA O TRABALHADOR. E CABE AO TRABALHADOR SEGUIR SEU DIA-A-DIA CONFORME AS ORIENTAÇÕES DADAS PARA ASSEGURAR-LHE BOA SAÚDE OCUPACIONAL.

O USO DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL (EPIs), E A RESTRIÇÃO DE TEMPO DE TRABALHO EXPOSTO AOS FATORES AGRESSIVOS SÃO OS MEIOS MAIS COMUNS PARA SE EVITAR AS DOENÇAS OCUPACIONAIS. TREINAMENTO ADEQUADO PARA A UTILIZAÇÃO E MANEJO DE MÁQUINAS E SUBSTÂNCIAS DIVERSAS TAMBÉM É MUITO IMPORTANTE PARA SE EVITAR DOENÇAS OCUPACIONAIS.

PARA QUEM ATUA EM ÁREAS COM RISCO AUMENTADO PARA DOENÇAS OCUPACIONAIS A AÇÃO EM CUMPRIR COM TODOS OS REQUISITOS PARA PROTEÇÃO CONTRA ESSAS DOENÇAS E A AVALIAÇÃO MÉDICA PERIÓDICA SÃO ESSENCIAIS PARA SE EVITAR PROBLEMAS SEVEROS E PRESERVAR BOA SAÚDE. NORMALMENTE, QUANDO TODAS AS NORMAS SÃO SEGUIDAS À RISCA, PRATICAMENTE FICAM NEUTRALIZADOS OS RISCOS DE SE DESENVOLVER DOENÇA OCUPACIONAL.

POR VEZES, O PACIENTE DOENTE PODE VIR A ACHAR QUE TODO MAL QUE O ACOMETE VENHA DECORRENTE DE PROBLEMAS OCUPACIONAIS, PORÉM É PRECISO INVESTIGAR E PROCURAR A RELAÇÃO QUE UMA DETERMINADA DOENÇA OU ALTERAÇÃO DE SAÚDE TENHA COM O TRABALHO. NEM SEMPRE ESSA RELAÇÃO DE CAUSA-CONSEQUÊNCIA EXISTE.

O IMPORTANTE É SEMPRE CHECAR SE AS CONDIÇÕES PARA SE PREVENIR UMA DOENÇA OCUPACIONAL SÃO FORNECIDAS PELO EMPREGADOR, FAZER USO CORRETO DE EPIs, PRESTAR SEMPRE ATENÇÃO, CAPACITAR-SE SEMPRE PARA A EXECUÇÃO CORRETA DE CADA SERVIÇO, E REALIZAR EXAMES E AVALIAÇÕES MÉDICAS PERIÓDICAS.






 Dr. Sérgio Nobuo Konno
Graduação e residência médica em otorrinolaringologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Instrutor de primeiros-socorros e suporte básico de vida.



A TRIBUNA SUDOESTE- Edição 2230 - Ano 43 - Capão Bonito, 02 de Setembro de 2011, pág. 04



crédito da imagem:



Nenhum comentário:

Postar um comentário