Pesquisar este blog

Carregando...

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

A QUÍMICA ORGÂNICA E O CARBONO








A Química Orgânica é a parte da Química que estuda predominantemente os compostos de Carbono. Além disso, ela possui uma indiscutível importância tecnológica, pois trata dos segmentos dos corantes, produtos farmacêuticos, do papel, vernizes, tintas, gêneros alimentícios, enfim uma vasta utilização, com destaque na Biologia e Medicina.

Os compostos orgânicos são substâncias que possuem em sua estrutura carbono e hidrogênio e são muito comuns em nossa vida, por exemplo: álcool comum (C2H6O2), éter (C4H10O), açúcar (C12H22O11), a gasolina (C8H18).

O carbono é um dos elementos químicos mais importantes, pois está presente em todo composto orgânico. Já era conhecido pelo homem pré-histórico sob a forma do carvão vegetal, no entanto, ele apresenta-se também em duas formas bem curiosas: na forma de diamante (alta dureza) e na forma de grafite (bem maleável).





Propriedades físicas e químicas do carbono:
Número atômico:
6
Peso atômico:
12,011
Ponto de fusão:
3.550º C
Ponto de ebulição:
4.287º C
Densidade:
     grafita:
3,52g/ml
     carbono:
2,25g/ml
Estados de oxidação:
+2, +3, +4
Configuração eletrônica:
2-4 ou 1s22s22p2




É um elemento não-metálico, caracteriza-se por participar de todas as substâncias orgânicas e organismos vivos, exceto a água. Um dado muito interessante é a utilização do carbono na aplicação para cálculos na determinação de data na Geologia e Arqueologia: o carbono 12.

Já o carbono 14 origina-se da ação da radioatividade cósmica e também é utilizado largamente na arqueologia por ser o grande responsável pela determinação da idade de fósseis e diversos artefatos.

Os fósseis vegetais se constituem principalmente de carbono. O petróleo e o gás natural são misturas de hidrocarbonetos (compostos orgânicos constituídos de carbono e hidrogênio) de grande valor comercial, onde são muito cobiçados.
O carbono forma também compostos inorgânicos, tais como os Sulfeto de Carbono (CS2), utilizado como matéria-prima têxtil e o Dióxido de Carbono (CO2).

A importância do carbono na natureza provém dos processos fundamentais na transformação constante das substâncias orgânicas que constituem o ambiente em que ocorrem fenômenos biológicos.

Formam-se novos compostos de carbono em um ciclo constante, que com seus elementos de transformação, assegura a continuidade do equilíbrio vital, possibilitando as condições de vida na Terra. Através desses conhecimentos pudemos perceber o quanto a natureza é sábia.







Material de apoio:
Site: ambiente agropecuário, O ciclo do Carbono, disponível em:




Entenda sobre o Carbono 14





Crédito da imagem:

Nenhum comentário:

Postar um comentário