Pesquisar este blog

Carregando...

sábado, 9 de fevereiro de 2013

TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS







A abordagem atual do processo de ensino, utilizando as tendências pedagógicas, nos faz refletir e questionar se essas tendências estão corretas. Acredito que algumas tendências, se forem corretamente empregadas, surtem efeito sim.

Outras, com certeza, necessitam de adaptação ao levarmos em conta a velocidade crescente das mudanças sociais, tecnológicas e a dinâmica da vida moderna.

As instituições de ensino, para atender essa demanda, criaram estruturas para planejar, organizar e conduzir adequadamente o processo educativo. Em conseqüência disso surgem a cada dia, novas pesquisas, debates, estudos e conferências de educadores, para chegarem a um consenso, sobre esse processo tão complexo e desafiador.

Acredito que uma tendência conservadora (que eu tive contato no ensino fundamental), onde a autoridade e a falta de comunicação imperavam, não cabe atualmente, onde o professor procura ser um auxiliador do desenvolvimento (uma tendência mais liberal), em minha opinião mais adequado e coerente.

Nem todo processo de ensino é o mesmo em qualquer situação, pois a realidade de cada escola ou aluno difere em vários aspectos. É necessário conhecer as práticas e a forma de organização da instituição e o meio, para se moldar ao ritmo que vigora.

Até quando fazemos um planejamento para nortear o caminho do educador, em relação ao projeto pedagógico, vamos nos deparar com situações que irão fugir do foco principal, que é o aprendizado direcionado e conteúdos específicos. Aliás, em meu último encontro no pólo presencial, discutíamos a respeito disso, sobre como agir em casos em que a família repassa para a escola a responsabilidade de “educar” o aluno, educar no sentido de receber as normas básicas de convívio.

O professor dispõe de pouco tempo para seguir o cronograma especificado pela escola, e fica num dilema, de como agir, impotentes para lidar com essa realidade, imposta pela família.
Nesses momentos, o educador precisará usar de sua sensibilidade como ser humano e ter jogo de cintura, onde o tempo e interesse são indispensáveis, mas nem sempre disponíveis.








 Bibliografia

-  Referencial teórico: Aula-texto 20 (Tendências Pedagógicas)
 Aula-texto 21 (Tendências Pedagógicas – Cont.)
Artigo contido na revista Claudia /Abril/2009: Família X Escola
 www.educarparacrescer.com.br





CRÉDITO DA IMAGEM:
http://www.educacaopublica.rj.gov.br/biblioteca/educacao/img/0327.jpg

Nenhum comentário:

Postar um comentário